Entenda o que é hipoteca de imóvel e como ela funciona




Precisa de um empréstimo e não sabe o que é hipoteca de imóvel? Confira nosso post com todas as informações que você precisa para tomar uma decisão segura e tranquila!

Em meio a tantos problemas financeiros pelos quais passam os brasileiros, muitos procuram por formas arriscadas de conseguir dinheiro. Seja pelo empréstimo com agiotas ou por meio de empresas que cobram altas taxas de juros, a contratação de crédito deve ser feita de forma pensada, responsável e com as mínimas chances de perder ainda mais recursos. Entre as formas mais seguras está o refinanciamento imobiliário, modalidade que inclui a hipoteca de imóvel.

Se você tem uma propriedade em seu nome e está precisando de crédito financeiro, essa pode ser a chance de você se recuperar. A hipoteca é uma forma de empréstimo que oferece como garantia de pagamento o seu imóvel, desde que ele já esteja quitado.

A prática pode ser uma grande solução para quem precisa reformar a casa, pagar alguma dívida ou investir em um novo negócio. É preciso, no entanto, ficar atento às instituições que oferecem esse tipo de serviço, pesquisar as taxas de juros praticadas e ler os contratos com atenção.

O que é hipoteca de imóvel?

O contrato é feito entre solicitante e instituição financeira, que fornece o montante solicitado e passa a ter a propriedade imobiliária como garantia de pagamento em casos de inadimplência. Por ter essa garantia, a modalidade de hipoteca de imóvel é mais atrativa e oferece mais vantagens do que os empréstimos convencionais.

Embora a operação exija cuidados, ela pode ser muito mais segura e tranquila para quem busca por empréstimo. Isso porque o imóvel continua no nome do proprietário, dificultando que a propriedade seja tomada pela instituição e facilitando acordos de pagamento.

Isso não deve, de forma alguma, favorecer a inadimplência. É importante lembrar que, embora o imóvel continue no nome do solicitante, o contrato permite que o credor tome posse em caso do não pagamento das dívidas. O registro da hipoteca, inclusive, consta na matrícula do imóvel a fim de fazer a modalidade pública para casos judiciais.

Ainda que o imóvel hipotecado seja o único da família, a instituição tem o direito de exigir a propriedade para o pagamento da dívida.

Na hipoteca, não é necessário que o proprietário saia do imóvel. O usufruto fica garantido, uma vez que a propriedade passou por um refinanciamento, ou seja, você poderá continuar morando na sua casa, somente passará por novo parcelamento em troca de crédito.

Como funciona a hipoteca?

Para que você entenda melhor, vamos explicar agora como funciona a hipoteca de imóvel. Ela é feita quando o proprietário de um bem precisa de empréstimo ou crédito financeiro para pagar uma dívidaampliar os negócios ou investir em uma nova atividade.

O solicitante, então, busca uma instituição financeira de confiança para se informar a respeito da dinâmica da hipoteca de imóvel. Ele deverá, voluntariamente, conceder sua casa como garantia de pagamento do empréstimo, ou seja, em caso de inadimplência, o credor poderá tomar posse da propriedade e revendê-la para arcar com esses custos.

Como a garantia imobiliária é muito maior do que nos casos de financiamento, em que se tem somente a comprovação da renda, as taxas aplicadas na hipoteca são mais baixas, facilitando a reorganização da vida financeira e favorecendo a abertura de novos negócios.

É importante lembrar que o usufruto da propriedade continua com o dono, ou seja, não é necessário abandonar o imóvel no momento da hipoteca. Basta que os pagamentos sejam feitos em dia para que seja mantido seu patrimônio intacto e seguro.

O que é um imóvel hipotecado?

Como funciona a hipoteca?

Imóvel hipotecado é aquele que foi oferecido como garantia de pagamento de empréstimo ou de refinanciamento. Embora ele esteja alienado em contrato, ele ainda pode ser negociado pelo devedor, desde que o novo comprador arque com o ônus da compra.

Se você resolve vender seu imóvel hipotecado, portanto, é dever que conste em contrato a existência de hipoteca, fazendo com que o novo proprietário passe a dever as parcelas para a instituição bancária.

O imóvel hipotecado também é passível de ser doado, cedido ou ser parte de herança, mas é importante lembrar que a hipoteca sempre deverá ser transportada para o novo proprietário, sob o risco de posse da propriedade pelo credor. Também é possível que o proprietário realize uma nova hipoteca em um mesmo imóvel, diferenciando hipotecas de primeiro e segundo grau. É o que você verá com mais detalhes no tópico a seguir.



Comentarios